V FESTIVAL DE HIP HOP DO CERRADO

FotoOEvento

 

No sábado e domingo (09 e 10 de novembro), a Esplanada dos Ministérios ao lado do teatro nacional Claudio Santoro, se tornará no maior palco de hip hop de Brasília e o Festival que dá voz ao som, à dança e á arte da periferia da capital estará de volta. Além de atrações especiais como Crônica Mendes (SP) e Atitude Feminina (DF), a grande novidade desta edição será um concurso que terá como prêmio a produção e gravação de mil CDs para o ganhador. Durante esses dois dias, os quatro elementos do hip hop estarão presentes na programação do V Festival de Hip Hop do Cerrado. “O objetivo principal é o intercâmbio entre jovens talentos e artistas consagrados, dando oportunidade grupos iniciantes da periferia de se apresentarem em condições profissionais, ao lado de nomes consagrados”, contou o idealizador e coordenador-geral do projeto DJ Raffa.

ATRAÇÕES
Com duas atrações de São Paulo, uma de Minas e mais 17 atrações do DF e Entorno (fora as apresentações dos candidatos do concurso), o Hip Hop do Cerrado pretende ultrapassar a quantidade de público da última edição, que recebeu cerca de 20 mil pessoas. A dança e o grafite são atrações à parte, já que o local ficará decorado com as cores e os traços de telas gigantes que ficarão expostas no local e a produção ao vivo das peças enriquecerá o entretenimento.

O CONCURSO
Para manter a política de apoio aos jovens, o festival traz um concurso de livre inscrição para grupos iniciantes, ainda sem lançamento fonográfico, com Júri de outros centros. Os 10 finalistas se apresentarão no V Festival de Hip Hop do Cerrado, sábado dia 09 de novembro e o 1ª colocado ganhará a produção, gravação e prensagem de um mil CDs.

HIP HOP DO CERRADO
“A meta do Festival é divulgar o movimento Hip Hop tendo como foco a responsabilidade social e valorização da cultura da periferia e da cultura negra, reforçando na população em geral e na juventude em particular, a consciência destes objetivos, como fator de conscientização política, social e como mola de participação turística, por sua capacidade de atrair diversos segmentos da sociedade , explica o DJ Raffa.

COORDENADORES
A grande vantagem do projeto é contar em sua coordenação com duas das figuras mais representativas do segmento no panorama nacional: o DJ Raffa (ganhador por três vezes do Prêmio Hutúz – o mais importante Prêmio do país na área do Hip Hop – sendo que em 2009 recebeu o Prêmio Hutúz de Produtor Musical no estilo Hip Hop do Século) e a cantora Aninha (líder do grupo “Atitude Feminina”), figura exponencial na luta contra a discriminação de raça, gênero e violência doméstica, com atuação em todo o país, (ganhadora do Prêmio Hutúz de “Revelação da Década” e Prêmio Preto Goez do MinC em 2011).