Categoria: News

DJ Ocimar DaBomb confirmado no V Festival de HIP HOP do Cerrado

Foto

Quem não já ouviu falar do DJ Ocimar em Brasília e no Brasil? Ocimar Diógenes Feitosa DJ desde 1994 uns dos pioneiros do Hip Hop e Black Music na Capital Federal, um dos produtores de uma das festas Hip Hop mais reconhecidas no Brasil (Da Bomb), que também é uma maca de camisetas. Administra o curso de formação de DJs particular e em projetos sociais com oficinas e palestras.

Conquistou um grande público dentro e fora da nossa Capital com seu carisma e técnicas em suas discotecagens.

Já esteve presente em eventos de grande porte nacionais e internacionais dos gêneros Black Music e Hip Hop

DJ Ocimar é eclético, toca de acordo com o evento, domina qualquer equipamento de DJs, é um Professor respeitado na área, em seu curso de DJs tem alunos com vários gostos musicais, e ele deixa bem claro que um bom DJ é aquele que toca a música certa no lugar certo na hora certa.

DJ Markynhos marca presença no Festival

Foto 02

O DJ Markynhos da Smurphies Disco Club a maior equipe de som do DF mais uma vez vai estar tocando as musicas que têm a sua marca no V Festival de Hip Hop do Cerrado. Mais informações sobre esse grande DJ nesse link abaixo:

http://www.smurphies.com/

Veja a programação no site

Resultado dos Finalistas do 1°Concurso de Rap do V Festival de Hip Hop do Cerrado

Festival

A coordenação do V Festival de Hip Hop do Cerrado agradece aos 110 grupos inscritos cujo 72 grupos tiveram as suas inscrições aprovados, pela participação no Festival e pela confiança a nos depositada. Consideramos todos vitoriosos pelo auto nível apresentado pelos grupos concorrentes. A escolha dos finalistas passou por um rigoroso debate e analise pela comissão que teve muito trabalho para chegar a esse resultado.

A comissão formada por Markão Aborígine DF, Nino Mix DF, DJ Simmone SP e Crônica Mendes SP não conseguiu aprovar apenas “10 grupos” por causa da qualidade apresentada pelos concorrentes e convenceram a coordenação do evento que em vez de “10″ finalistas deveríamos ter “13″finalistas.

Sendo assim a coordenação acatou o pedido dessa comissão e aprovou “13 grupos” para a final do 1° Concurso de Rap que irão se apresentar no sábado dia 09 de novembro no V Festival de Hip Hop do Cerrado.

Segue a lista dos 13 Finalistas abaixo:

70×7 – Samambaia

Afrodinâmicarima – Pedregal

Eficcaz – Gama

Glauber MC – Taguatinga

Hipinose – Brazlândia

HUD – Samambaia

Lua Elétrika & Satélites Graves – Samambaia

Port Ilegal Rapper’s – Estrutural

Projétium da Paz – Sobradinho

Quadrilha Intelectual – Recanto das Emas

Qualhada – Recanto das Emas

Reação Feminina – Gama/Guará

Sentinelas – Val Paraíso

Lista dos grupos que concorrem as 10 vagas finais do Festival

Logo 02

ATENÇÃO:
As inscrições foram encerradas dia 01 de novembro a meia noite. Segue a lista abaixo com os grupos com suas inscrições “corretas” e que a partir de agora vão concorrer as 10 vagas finais para se apresentarem no V Festival de Hip Hop do Cerrado concorrendo a gravação de 1 CD com 1.000 cópias prensadas. lembramos que o resultado dos 10 finalistas será divulgado no dia 4 de novembro aqui no facebook e no site www.hiphopdocerrado.com.br:

57K, 70 X 7, 331, A JUNÇÃO, AFEGUE, AFRODINÂMICARIMA, C.D.G., CIRCUITO ATIVO, COMANDO PERIFERICO, COMPLEXO RADICAL, COMUNIDADE X, CONCEITO CRÍTICO, CONTENÇÃO DO LESTE, DESCENDENTES, DVSON GRANDÃO, EFICAZ, EXTREMA FUNÇÃO, FACE ETERNA, FAMÍLIA NA VOZ ATIVA, FATO VERBAL, FÉ RACIONAL, FÚRIA DO GETTO, GERADORES DO RAP, GLAUBER MC, GRUPO CAHEGI, GUERRILHA SONORA, HIPNOSE, HISTERIA SONORA, HUD, INSPIRAÇÃO LETAL, INTERFERÊNCIA NEGRA, JAPA MEIJI, LEVÍ, LFDAT, LORÃO DUGHETTO, LUA ELÉTRICA & SATÉLITES GRAVES, M’SSARIOS DF, MANO D REGENERADO, MC DRAMA, MC RAEK, MCR GANGSTA, MENY RAPDEMIA, MMO, MÔRA RAPPER, NAÇÃO FAVELA, NAPALM, NOIS DA RUA, PARADGMA, PERIFERIA É O ALVO, PORT ILEGAL RAPPERS, PREGADORES DA PAZ, PROJÉTIUM DA PAZ, QUADRILHA INTELECTUAL, QUALHADA, RAPPER MAESTRO, RAPPER SOSSEGO, REAÇÃO FEMININA, RELATO FEMININO, RELATUS FATUS, RESGATE VIDA RAP CRISTÃO, RETINA ARTIFICIAL, RICARDO, R-JAY, SENTINELAS, SUBÚRBIO DF, T.J.D., UM BARRIL DE RAP, UNIÃO DF, VERBO CRUEL, VERDADE POSITIVA.

Markão Aborígine mais uma vez irá apresentar o Festival

Markão3

Primeiro finalista e vencedor do Premio Tom Jobim de música do gênero Hip Hop, festival nacional de novos talentos promovido pelo Sesc. Este é o trabalho artístico e social desenvolvido e fundado pelo Mestre de Cerimônia conhecido como Markão Aborígine.

A palavra aborígine é oriunda do latim, ab – desde e origin – início, ou seja, desde o início. Em outras traduções, raiz e natural da terra. Logo as canções deste expõe em cada letra, em cada música maturidade e consciência política e de local, fomentando o conhecer e fortalecimento de nossas raízes; vencendo a barreira do denuncismo e propondo alternativas através do Rap e principalmente da militância social.

Markão, que além de Rapper é ativista social e educador popular, onde por 03 anos fora Conselheiro Tutelar, também atuou na fundador da Frente
Candanga de Hip Hop Contra a Corrupção, que nas eleições de 2010 desempenhou papel importante na conscientização do voto da juventude
periférica, e também fundou a ONG Coletivo ArtSam, que desenvolve ações culturais e sociais na cidade de Samambaia.

O trabalho é apresentado em dois álbuns já lançados. O Primeiro chegou às ruas em Julho de 2009 com o título: Dia e noite. Dia açoite. Noite fria, e com este, Aborígine é um dos principais e mais atuantes grupos de Rap da capital do país.

Se apresentando nos maiores festivais da capital como o BSB Rap Festival, Hip Hop do Cerrado e Hip Hop Contra o Crack, bem como destaque nos Festivais de música popular de Samambaia, onde por 02 anos consecutivos recebeu prêmios de Melhor letra e Originalidade, e em 2009 ficou
com a terceira colocação dentre mais de 60 artistas inscritos.

Com versatilidade musical, intervenção poética e shows em formato eletro – acústico, Aborígine já se apresentou em inúmeros estados como São
Paulo, Rio de Janeiro – participando do maior festival de Hip Hop da América Latina – Hutuz, Goiás, Mato Grosso do Sul, Paraíba, e em Belém do Pará onde dividiu palco com o grupo Argentino Actitud Maria Martha, Goiás e Pernambuco.

Tal trabalho teve início em 1998, enquanto o então aluno do ensino fundamental da rede pública de ensino do Distrito Federal, a convite de professoras transformava trabalhos escolares em poesia, herança poética de um avô repentista. De lá até aqui foram palcos, sorrisos, alegrias e conquistas.

Em julho de 2010, chega as ruas o segundo álbum do Aborígine, intitulado ‘A vida em poesia’ sendo este um CD somente de declamação, tornando-se o primeiro Rapper a gravar um CD de poesias. Este foi distribuído em Saraus da cidade.

Aborígine é formado por Markão – Vocal, DJ Liso, Henrique QI – Vocal, Glauber – Vocal, Eduardo Kalango – percussão e Rodrigo Misquita – Backing Vocal e Violão. Vem ocupando espaço de vanguarda no ativismo dentro do Hip Hop na capital, e se afirmando com um dos principais projetos candangos.

Segundo o Rapper GOG, um dos maiores artistas do Hip Hop brasileiro: “Aborígine é um dos trabalhos e MCs mais completos do Distrito Federal”, para DJ Raffa, maior produtor musical do gênero “o comprometimento de Markão Aborígine com a Cultura Hip Hop no Distrito Federal é um exemplo para todos”.

Crônica Mendes, do grupo A Família já define Markão como: “Atuante no palco e fora dele, uma grande referência para a juventude do DF e Entorno, e de todo Brasil”.

Com o CD “Dia e noite. Dia açoite. Noite fria” o projeto Aborígine percorreu mais de 80 escolas públicas e entidades sociais promovendo oficinas
de formação e palestras sobre consumo excessivo de álcool e drogas, cidadania.

O álbum vem acompanhado de uma revista que versa sobre o tema e contém poesia, texto e roteiro de oficina, sendo doado a cada instituição onde
se promove a palestras.

Dado a legitimidade dos trabalhos e ativismo, o artista Aborígine fora contemplado no Prêmio Preto Ghoez na categoria Escola de Rua, promovido
em 2010 pelo Ministério da Cultura.

Em janeiro de 2011 lança o clipe e mini-documentário Meio Século, que recebeu criticas e elogios de todo o país, sendo vinculado aos maiores portais de Hip Hop. Com este fora realizado mostra de mesmo nome em escolas e saraus locais, sendo produzido um DVD e o distribuído gratuitamente.

O vídeo traz reflexão sobre os 50 anos de Brasília, apontando suas contradições, bem como faz memoria ao Massacre da GEB e denúncia o abandono do Parque Três Meninas em Samambaia.

Em agosto de 2013 lançou seu primeiro livro intitulado ‘Sem rosto, família ou nome, produzido a partir de materiais recicláveis em parceria com a
Editora Popular Abadia Catadora, bem como em formato virtual, realizando lançamento e debates na Bienal de Poesia do B e VI Congresso Latino
Americano de Compreensão Leitora, realizado em Formosa – GO.

Atualmente o projeto encontra-se em estúdio com perspectiva de lançamento do álbum “O Canto dos mártires” para setembro deste ano.
Principais eventos e apresentações:
- Vencedores do 1º FestCem – Festival de música escolar de Taguatinga em 2001;
- Grito dos excluídos em 2004 e 2005;
- Feira de economia solidária de 2006;
- 1º Fórum de juventude do Distrito Federal em 2006
- Encontro de formação Hip Hop Educação Cidadã em 2006, 2007 e 2008;
- 1º, 2º e 3º Festival de arte e cultura de Samambaia;
- 4º Festival de música popular de Samambaia em 2008, onde recebe
prêmio de originalidade e melhor letra com a música “O azul de uma caneta”;
- Fórum Social Mundial de 2009 em Belém do Pará;
- BSB Rap Festival 2ª Edição em 2009;
- Prêmio Hutuz 2009, maior festival de Hip Hop da América Latina;
- 4º Festival de música popular de Santa Maria em 2009, recebe Prêmio de Melhor Letra;
- 5º Festival de música popular de Samambaia em 2009. 3º colocado dentre mais de 70 bandas inscritas e vence nas categorias Originalidade e Melhor letra, interpretando a canção ‘Adolescência em retratos’;
- Câmara Perto de você – Programa da Câmara legislativa em 2009
- Festival Rap Popular Brasileiro 2009, onde garante a 2ª colocação dentre 38 grupos inscritos;
- Campanha Educativa do Metrô em 2009. Ocasião onde fazia apresentações dentro dos vagões junto a Repentistas;
- 4° Encontro de Hip Hop em Pirenopólis, Festival P iri Rap em 2009;
- Seminário Internacional do Programa Cultura Viva em 2010;
- Festival Elemento em Movimento promovido pela CUFA em 2010;
- Mestre de Cerimônia no Festival Hip Hop do Cerrado em 2010;
- Batalha de Breaking Underground Session e District Battle em 2010;
- Brasília Outros 50 em 2010;
- Dia da Consciência Negra em Samambaia 2009 e 2010;
- Festival Criadoras em 2010;
- Aniversário de 20 anos de Samambaia em 2010;
- Feira do Hip Hop em 2010;
- Palco Alternativo – Carnaval Samambaia em 2011
- Circuito REConceito em 2011;
- Encontro de Grafite de Santa Maria em 2011;
- Circuito Cultural da Quebradas – Circula Cultura em 2011;
- Festival FloreSendoIdéias em 2011 – Recife, Pernambuco;
- Teia Centro Oeste em 2011 – Cuiabá, Mato Grosso;
- Festival 100%DF em 2012;
- 1º Encontro Cultural de Samambaia em 2012;
- Festival Hip Hop Contra o Crack – Gravação do DVD, em 2012;
- Quinta Cultural da UCB em 2012
- 2º Encontro Cultural em Votuporanga – SP em 2012;
- Open MIC em 2012;
- 3º Colocado no Prêmio Tom Jobim de Música em 2012;
- Campanha O que você tem haver com a corrupção – MPDFT nas escolas em 2013;
- Hip Hop Direitos Humanos em 2013;
- Poerão do Rock em 2013;
- Festival Arte Livre na Seca
- Festival Música no Parque
- 5º Encontro Cultural do Hip Hop
- Temporadas do Parque
- 3ª Bienal de Poesia do B
- Noite Cultural no Congresso Latino Americano de Compreensão Leitora.

DISCOGRAFIA
- 2006: Single ‘Coisas que sempre quis dizer’
- 2006: Blog www.aboriginerap.blogspot.com
- 2009: CD e Revista ‘Dia e Noite. Dia açoite. Noite Fria’
- 2010: CD ‘A vida em poesia’
- 2010: Single ‘Meio Século’
- 2011: Vídeo Clipe e Mini Documentário ‘Meio Século’
- 2012: Single ‘O Circo’
CONTATOS
Fone: 3209 6711 e 9602 6711
E-mail: contatoaborigine@gmail.com
Site: www.aboriginerap.blogspot.com
LINK’S ÚTEIS
- Blog: www.aboriginerap.blogspot.com
- Palcomp3: www.palcomp3.com.br/aborigine
- Myspace: www.myspace.com/markaoaborigine
- Youtube: www.youtube.com/canalaborigine
- Facebook: http://www.facebook.com/markao.aborigine
VÍDEO CLIPE

http://www.youtube.com/watch?v=e9bdXcNXN1Q&feature=player_embedded

Crônica Mendes é mais uma atração confirmada no V Festival de Hip Hop do Cerrado

site

Crônica Mendes é compositor e um dos criadores do grupo A Família. Reconhecido nacionalmente por seu trabalho e pelos clássicos Brinquedo Assassino, Castelo de Madeira, Faça por Amor e outras músicas que fazem parte do repertório. Além dos palcos , o rapper se faz presente em diversas atividades em escolas dentro das unidades da Fundação Casa e saraus.

Em 2013, iniciou sua carreira solo com seu disco produzido pelo renomado produtor Dj Raffa (DF) e que agrega participações dos rappers Rashid, Edi Rock, Dona Kelly (Ao Cubo), do poeta Sérgio Vaz  e do Fernando Anitelli do Teatro Mágico. O álbum foi lançado em outubro pela Galuz Records (seu selo independente) e Bagua Records.

Crônica já participou de shows com Racionais MCs e gravou músicas com Edi Rock – compõe o time de convidados do álbum solo do cantor lançado em junho de 2013 –, Ndee Naldinho, Atitude Feminina (DF), Manifesto (SC) e outros grupos do Brasil. Mas suas parcerias musicais transcendem o cenário no rap nacional. Fez participações com o Teatro Mágico, gravou para o disco do cantor pernambucano Silvério Pessoa, da cantora Lady Emz de Barcelona, do grupo Poesia Samba Soul e teve uma versão da música Homem de Gelo, autorizada pelo cantor Wilson Simoninha.

Na Virada Cultural de 2013, a única apresentação musical a ser transmitida em Libras foi a do rapper, uma iniciativa da Secretaria de Cultura e da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida. Ganhador dos prêmios Hutúz de 2005, com o grupo A Família, como melhor música, dos prêmios Cooperifa por quatro anos, e, em 2012, foi contemplado pela primeira premiação aos artistas do interior de São Paulo via Ministério da Cultura com o Prêmio Dina Di de Hip Hop, organizado pela Prefeitura de Hortolândia.
Hoje, aos 32 anos, Crônica multiplica seu tempo entre os palcos, suas composições e participações com diversos artistas e a literatura. Escreve poesias, contos e pensamentos sobre a música, as pessoas e o mundo, que são publicados em seu blog particular, dentre outros sites.

Relação de grupos com as Inscrições corretas até o dia 29 de outubro de 2013

Festival

Atenção!!
A Coordenação do V Festival de Hip Hop do Cerrado avisa que a maioria dos grupos que se inscreveram no 1. Concurso de Rap do V Festival de Hip Hop do Cerrado não estão lendo o REGULAMENTO. A maioria das inscrições estão:
INCOMPLETAS (sem as musicas, fotos, letras, release e comprovante de residência). Alguns inscritos estão enviando LINKS em vez de mandar os ARQUIVOS exigidos. A Coordenação avisa que não baixamos as musicas e arquivos de LINKS por que “nem” sempre o LINK está correto, alem de existir o perigo do LINK conter “Vírus”. E porque no REGULAMENTO está claro que o “Inscrito” deve enviar os arquivos exigidos após a sua inscrição. Segue abaixo os “grupos ou artistas solo” que estão com suas INSCRIÇÕES corretas até hoje dia 29 de outubro de 2013: A JUNÇÃO, CIRCUITO ATIVO, COMPLEXO RADICAL, COMUNIDADE X, DESCENDENTES, FAMÍLIA NA VOZ ATIVA, FÉ RACIONAL, GUERRILHA SONORA, JAPA MEIJI, LEVÍ, LFDAT, LUA ELÉTRICA & SATÉLITES GRAVES, M’SSARIOS DF, MANO D REGENERADO, MC RAEK, MENY RAPDEMIA, MÔRA RAPPER, NAÇÃO FAVELA, PARADGMA, PREGADORES DA PAZ, QUADRILHA INTELECTUAL, RAPPER MAESTRO, RAPPER SOSSEGO, RELATUS FATUS, RESGATE VIDA RAP CRISTÃO, RETINA ARTIFICIAL, R-JAY, UNIÃO DF, VERBO CRUEL,

Inquérito confirmado no V Festival de Hip Hop do Cerrado

Inquérito

Inquérito: poesia, ritmo e consciência

Poesia e musicalidade. Estes são os ingredientes da fórmula de Mudança do Inquérito, que no palco leva ao público clássicos como Dia dos Pais, Mister M, Um Brinde, #PoucasPalavras e Meu Super Herói, em um espetáculo que mescla conteúdo crítico e politizado com inovações musicais de quem já está na área há 14 anos.

O atual formato de show traz a essência do hip-hop (MC e Dj), apresenta canções do disco mais recente e passeia pelos sucessos dos dois primeiros álbuns, com a promessa de irreverência dentro do rap brasileiro.

O Inquérito percorre também vertentes da música como o dirty south, underground e gangsta, além do love rap e a facilidade de agradar diferentes tipos de público.

Em um espetáculo que exprime a multiculturalidade brasileira em concordância com o hibridismo do hip-hop, Renan Inquérito, Pop Black e Dj Duh trazem releituras de clássicos da soul music, que é também fonte de inspiração para o rap nacional.

Compromisso social

Além do papel musical, o Inquérito enreda-se também por campanhas nacionais de cunho educativo e cultural, como a “Um Brinde”, de combate ao alcoolismo, que em 2011 percorreu 200 pontos do Brasil e cinco do exterior para despertar a importância da consciência em relação ao consumo exagerado de bebidas. No mesmo ano, Renan Inquérito lançou o livro #PoucasPalavras, híbrido com o videoclipe de mesmo nome, que trata da literatura marginal no Brasil.

Atitude Feminina é mais uma atração confirmada no Festival

Atitude Feminina Festival

O grupo teve a sua primeira formação no ano 2000 e desde o começo chamou a atenção para o lado feminino do movimento HIP HOP, pelo seu engajamento contra Violência Doméstica e discriminação das mulheres de classes mais humildes da sociedade. Com as fortes letras, as suas músicas conseguiram destaque entre os jovens da periferia, Rádios Comunitárias e Produtores de eventos, sendo muito requisitadas para apresentações em todo o Distrito Federal, no Entorno e cidades como, Cabeceira de Goiás, Cristalina, Cabeceira Grande, Formosa, Palmital (GO), Buritis, Unaí, João Pinheiro, São João da Aliança, Ouro Preto, Patrocínio, Uberaba, Uberlândia, Araguari, (MG) Barreiras (BA) Piracicaba (SP), Monte Alto (SP) alem das capitais de Goiânia, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, João Pessoa, Teresina, São Luís e Fortaleza e fora do Brasil em Mindelo na ilha de São Vicente Cabo Verde.

Antes de lançarem seu próprio CD, o grupo teve quatro músicas executadas em todas as Rádios Comunitárias e programas especializados de grandes FMs do DF e Entorno.

Vindas da cidade de São Sebastião – DF, tentam passar em suas letras o máximo de informações – como na música intitulada “Rosas”, em que falam de Violência Doméstica e informam as mulheres de seus direitos – ou conscientizando os jovens de que a criminalidade não é o caminho correto, como na música “De quê vale o crime?”.

Participaram em duas ocasiões no festival Abril Pro Rap (2001 e 2002), concurso a nível nacional com mais de 200 grupos inscritos, estando entre os 15 (quinze) grupos classificados para se apresentarem na final. Em 2005, na 5ª edição do Abril Pro Rap, o grupo se apresentou como convidado especial.

O grupo recebeu da Produtora Na Mira (Rio de Janeiro) o Vídeo Clipe da música “Rosas”, muito utilizado em palestras por várias ONGS. O Vídeo Clipe têm mais de 2.900.000 de acessos no Youtube só nos últimos sete anos. Ganharam o Premio Hutúz de 2005 com a musica “Rosas” na categoria de melhor demo feminino.

Em 2006 participaram do documentário “Em Comum” do Canal Futura em parceria com o Afro Reggae sobre o Hip Hop do DF. Participaram dos 4 Festivais de Hip Hop do Cerrado de 2006 a 2010, na Torre de TV em Brasília, com um público de mais de 22.000 (vinte e duas mil) pessoas, assim
como da 2ª. edição do evento na Esplanada dos Ministérios.

O CD intitulado “Rosas” saiu pelo selo Atitude Fonográfica em Agosto de 2006 e no mesmo ano ganharam o Premio Hutúz como grupo Revelação, apresentando-se no palco principal do Festival junto com grandes nomes do Hip Hop Brasileiro.

Em Março de 2007 gravaram para o Programa Câmara Ligada da TV Câmara, onde oassunto principal em discussão foi a Violência Doméstica. No mesmo ano se apresentaram no abrigo das mulheres vitimas de Violência Doméstica. Cantaram como convidadas em Março de 2008 no Senado Federal em comemoração ao dia da Mulher, sendo o primeiro grupo de Rap Nacional a se apresentar no Senado transmitido ao vivo para todo Brasil.

Em 2008 se apresentaram com Afro Samba do Grupo Cultural Afro Reggae e Orquestra sobe a regência do saudoso Maestro Silvio Barbato no Teatro Carlos Gomes pelo evento Mostra Brasil Juventude Transformando com Arte no Rio de Janeiro.

Em 2009 se apresentaram na inauguração do shopping popular do DF e na Esplanada dos Ministérios pelo Dia Nacional de Combate à Violência Contra a Mulher. No mesmo ano ganharam o Premio Hutúz 10 anos como grupo Revelação do século.

Em 2010 participaram do Fórum Hip Hop Mulher em São Paulo onde lançaram o documentário, curta-metragem e videoclipe “Enterro do Neguinho” que já tem mais de 2.400.000 acessos no Youtube e receberam o prêmio Hip Hop Zumbi em 2010 e 2011 além do prêmio Preto Goéz do MinC.

Em 2011 se apresentaram no aniversário de 51 anos de Brasília. E por causa da nova musica “Linda” foram convidadas para se apresentarem no Dia Nacional de Luta contra o Abuso e Exploração sexual de Crianças e Adolescentes na Esplanada dos Ministérios. Em 2012 o grupo gravou seu 3 videoclipe com o conceituado cineasta Vrass77 da musica “Mulher Guerreira”que têm a participação de Renan Inquérito. O grupo iniciou sua carreira internacional fazendo um grande show em Mindelo na ilha de São Vicente em Cabo Verde África.

Em 2013 lançaram o 4 videoclipe “Direitos Abstratos”com participação do Provérbio X. Uma celebração aos Direitos Humanos. O grupo gravou o primeiro DVD em 2011 na sala Villa Lobos do Teatro Nacional Claudio Santoro – Brasília com lançamento previsto para o primeiro semestre de 2013 junto com o novo CD.

Viela 17 é mais uma atração confirmada para V Festival

Japao

O grupo Viela 17, nasceu no ano de 2000, através do rapper Japão, músico e idealizador do grupo, fato que ajudou na característica marcante e forte nos palcos e cenário musical. Parte do talento do grupo vem da abertura musical e da quebra de paradigma do rap – é a democracia musical que une grandes nomes nacionais e internacionais nas influências do grupo.

Em 13 anos de história, o Viela 17 levou e continua levando sua mensagem a todo o Brasil, marcando o rap nacional pelo repertório que passeia bem à vontade com o som brasileiríssimo em todas as suas versões: do som mais pesado à sofisticação (e ousadia) trazendo ao rap pitadas de soul e samba, e ainda interagir com outras línguas, tratando o inglês com intimidade, como é o caso da música O Encanto, com participação especial de Gabriela Nader, presente no último CD do grupo intitulado Lá no Morro. Viela 17 não é só marcado pelo rap tradicional, passa também por outras sonoridades, o que faz a periferia ter um trabalho diferenciado e de qualidade. Nessa busca de trazer trabalhos de excelência, as músicas são produzidas com produtores musicais de renome e referência no rap nacional, entre eles: DJ RAFFA SANTORO, ARIEL HALLER FEITOSA, DUCK JAY, DJ SACI (RJ), BETO BATATA e músicos participantes das produções e criações musicais como: ANGEL DUARTE, RICHELMY OLIVEIRA, MARCÃO (EL PATITO), RALPH SARDELA, DENIZAR JUNIOR, GUIGA entre outros.

Em seus projetos musicais já lançados, o Viela 17 traz em seu repertório grandes nomes do cenário artístico brasileiro, como MV Bill, Alexandre (Natiruts), GOG, Kiko Santana, Indianna Nomma, Rei (Cirurgia Moral), Ellen Oléria, Lívia Cruz, Banda InNatura, Pregador Luo, Rappin Hood, Helião (RZO), VadiosLocus, Look, Sobreviventes de Rua, Aninha (Atitude Feminina), Belladona, Khris Maciel, Alex Jordan (Dreams Coral), Mano Brown (Racionais Mc´s) e muitos outros.

Esta é a atitude que o Viela 17 coloca em seus shows: a mistura black, a soma de harmonias, a união entre pensamentos, rimas e batidas expressivas.

O Rapper está em estúdio na preparação do seu 4º CD de sua trajetória com seu grupo Viela 17 intitulado 20 de 40 (referência aos seus 20 anos de carreira com seus 40 anos de idade), comemorando os 20 anos de sua trajetória.